Toffoli. O homem é bom mesmo. De política, de saber jurídico e de finanças.

 

Dias Toffoli, Ministro do STF, é mais um petista com carreira meteórica.  É ligeiro, bom no gatilho.

É membro de uma família de Marília, militantes políticos do PT.  Seu irmão, Ticiano Toffoli, do PT, foi vice prefeito de Marília e com a renúncia do titular em 2012 tornou-se  prefeito.  Ticiano tentou a reeleição mas teve apenas 20% dos votos.

O atual ministro formou-se em 1990.  Advogou e foi assessor do PT na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e na Câmara dos Deputados na década de 90, tendo sido advogado do PT nas campanhas de Lula.

Nesse período prestou duas vezes concurso para juiz mas não foi aprovado.

Foi professor de Direito Constitucional em Faculdade privada em Brasilia, de 1996 a 2002.

Em 2007 foi nomeado por Lula Advogado Geral da União.

Em 2009 foi indicado por Lula e assumiu o cargo de Ministro do Supremo Tribunal Federal.

Segundo a Constituição Federal para ser indicado ao Supremo deve ter “notável saber jurídico”.  Em menos de 20 anos, saiu de estudante para ministro do STF, aos 41 anos de idade.   Caso único na história, se não da humanidade, do Brasil, com certeza.

Além de tudo isso tem excepcionais pendores para as finanças.   Em 2011 obteve empréstimos do Banco Mercantil do Brasil, R$ 1,4 milhões com 15 a 17 anos para pagar, na espécie “crédito pessoal”, para livre utilização, a juros inicialmente de 1,35% ao mês, depois reduzidos para 1% ao mês.   Desde 2009 Toffoli é relator de processos de interesse do Banco Mercantil.   Com esse dinheiro, ou está pagando outras dívidas com juros maiores, ou está fazendo investimentos que lhe rendem mais do que os juros que vai pagar ao Banco.   Muito inteligente, nada irregular.   Se é ético, você decide.

O Banco, em matéria paga nos jornais, esclarece que essa é uma operação bancária rotineira, tendo em 2011 feito cerca de 200 contratos nessa modalidade de crédito pessoal.  E que a CEF também as faz, “e algumas têm correção monetária.”

O homem é bom mesmo.  De política, de saber jurídico e de finanças.

 

 

You may also like

11 comments

  • José Luiz Costa Pereira 30 agosto, 2013   Reply →

    É Goldman, depois dizem que são os judeus que são mestres em lidar com dinheiro.
    Por que que você não propõe à Hebraica para convida-lo a dar uma palestra de “Como se conseguir dinheiro de um banco a juros de 1% aa, quando o de mercado, na época era de, no mínimo 35%aa?

  • José Luiz Costa Pereira 30 agosto, 2013   Reply →

    Corrigir, 1% am.

  • Domingos de A. Vieira 30 agosto, 2013   Reply →

    A pergunta é: Como evitar que indivíduos como esse, continuem impunes. Quando assisto jornais na tv, e vejo noticias sobre políticos e suas ações desonestas, lembro os anos anteriores a 64, naquela época a situação não era tão grave quanto agora, se roubava menos, e o regime militar apesar de muitos criticarem hoje, foi bom porque deu um basta, fechando o congresso.
    Se fizéssemos uma pesquisa com pessoas que naquele tempo eram trabalhadores, nenhum falaria contra a ditadura.
    Lembrando o Patrono de nosso Exército que dizia: “Quando não existe respeito
    as Leis, é necessário a disciplina das armas”.

    • Alberto Goldman 2 setembro, 2013   Reply →

      Engano seu, Domingos. A situação de hoje é produto do período militar que anulou a possibilidade de renovação nos quadros políticos do país. Os melhores foram cassados e se impediu que gente honesta e patriota se dispusesse a seguir a carreira política. O próprio PT é produto da repressão do período. Só se constituiu porque muitas pessoas resolveram enfrentar a ditadura e, equivocadamente, foram pelo caminho da luta armada. Deles nasceu o PT que hoje é isso que estamos vendo.

  • Johnny Notariano 30 agosto, 2013   Reply →

    Governador Alberto Goldman, coincidência o tema. Quando criança eu era vizinho da família Camargo, (primeiro Juiz do Supremo Tribunal) e um de seus netos comentava quando eu queria entrar na escola de música; piano; violão; canto; música sacra e outros instrumentos: – \você vai aprender todos os instrumentos,mas não vai ser bom em nada). Meu irmão também (Hoje grande jurista aposentado) dizia a mesma coisa. A coincidência está no fato de todos que me criticaram, hoje atuam na área do direito e medicina, incluo um primo desembargador corregedor federal e uma sobrinha juíza federal. Observei que todos eles optaram tão somente pela carreira que atuaram e hoje atuam. Todos se destacaram e realmente eu não me destaquei em nenhum instrumento musical, apenas procuro ser o melhor naquilo faço. Tem ´pessoas conhecidas como \o homem dos sete instrumentos\, mas não executa nenhum a contento. – A propósito, quando começarão a campanha para o Governo de São Paulo? – Abraços.

    • Daphne 22 abril, 2014   Reply →

      Cel, vc que tem explicae7e3o p/ tudo, podiera explicar uma coisa?Aqueles jornalistas fuleiras da Tv cultura, ne3o se prepararam p/ entrevistar Fernando Haddad?Haddad sutilmente disse que a imprensa ne3o e9 isenta,que comete exageros,que qdo e9 da oposie7e3o manera, qdo e9 do PT vai pra cima, mas que o eleitor corrige os exageros.Sutimelnte tb desceu a ripa no Supremo. no fim todos se renderam ao novo prefeito.Ah que fofura, todos encantados com o novo, apanharam e adoraram. Sidrome de estocolmo.Haddad dane7ou em cima deles e, ne3o tirou ningue9m p/ dane7ar.

  • José Lopes Marques 31 agosto, 2013   Reply →

    Tenho acompanhado a sua indignação quanto ao tratamento que o PSDB vem dando a José Serra.Realmente isto vem acontecendo.Mas como mineiro,estou também indignado com a postura hipócrita de Aécio Neves,mais conhecido em Minas,como o Aecinho Play Boy.Nós todos sabemos que o Aécio detesta Serra e Geraldo Alkmim , e pode ter certeza,o senhor também.Ele não engole os tucanos paulistas,exceção para FHC,seu padrinho. Pessoas ligadas ao Aécio e até Jornais mineiros já comentaram esse ” distanciamento ” ou melhor essa aversão que ele tem pelos senhores.Mas agora,cinicamente,procura os dois, mesmo sabendo que os traiu,quando buscaram o seu apoio aqui em Minas.Isto é um fato. Lembro porém que na última pesquisa do Data Folha,Serra estava na frente do Aécio
    mesmo sem aparecer na mídia e fazendo propaganda como ele. E aí,como
    é que fica?

  • Duilio Terzi 31 agosto, 2013   Reply →

    Caro Alberto, infelizmente vou chegando a conclusao que ser ético, honesto, e moralmente correto, é uma perda de tempo, neste pais. Por convicçao religiosa entao, nem se fala.
    Rui Barbosa é que estava certo.
    Quem sabe daqui a umas 10 geraçoes, o Brasil melhore um pouco. É muito dificil falar o que se pensa, pois o risco de ferir suscetibilidades ou mesmo ir preso por desacato a autoridade é imenso.
    As noticias se sucedem com mais rapidez do que os Jornais diários possam acompanhar. Mensalao, Siemens, Fuga de refugiado da Bolivia, Manutençao de deputado condenado e encarcerado, protestos seguidos de quebradeira (impunes).

  • R. Meneguite 1 setembro, 2013   Reply →

    É um absurdo esse senhor ocupar uma cadeira no STF. Mas os senadores são culpados, já que não cumprem o papel de fiscalizar os integrantes do STF, o Congresso está doente, cheio de vícios fisiológicos com o Executivo. O Brasil virou uma republiqueta estilo Argentina. Lamentável !

  • R. Meneguite 1 setembro, 2013   Reply →

    Este senhor nunca deveria ter sido indicado para ocupar uma cadeira no STF, a culpa de tamanha aberração é do Senado, que não cumpre seu papel de fiscalizar o STF. O Congresso está doente, e o nome desta doença é Lula. O Brasil tem se rebaixado cada vez mais, e está se transformando em um republiqueta estilo Argentina, Bolívia e/ou Venezuela.

  • hans michael siebert 2 setembro, 2013   Reply →

    PERFEITO PERFIL DE PTRALHA

Leave a comment