Por que Andrea Matarazzo?

Andrea provém de uma família de imigrantes italianos que iniciou a construção do que foi, e é, a maior cidade industrial da América Latina: São Paulo.   Desde menino respirou e viveu o seu crescimento, suas contradições e seus conflitos. 

Andrea conhece, como poucos, o que era São Paulo, o que é São Paulo e o que São Paulo pode ser.  Seu conhecimento da cidade se aprofundou após exercer funções na Prefeitura nos governo Serra e Kassab e na Secretaria de Cultura, durante o meu mandato e durante o mandato de Alckmin.

Assim Andrea não conhece apenas a realidade fria da cidade, suas ruas, córregos e equipamentos, mas conhece a alma da cidade, conhece o seu povo, suas carências, suas demandas, seus anseios.  E mais, sabe quais são os limites e a capacidade da própria estrutura da Prefeitura da cidade para enfrentar com sucesso esses desafios.  Sabe também quais são as possibilidades reais de parcerias  com o setor privado, essencial para o bom funcionamento dos serviços públicos. 

Andrea tem criatividade, sempre está a busca de soluções concretas e viáveis, e as retira do embate do dia a dia na Câmara dos Vereadores e no contato diário, obtido nos anos no exercício dos mandatos de secretário e de vereador. 

O PSDB tem um uma oportunidade única, no próximo pleito de oferecer um candidato competitivo para afastar o PT do poder, com a qualidade desse vereador que vem dignificando o nome do partido e da cidade.  Não há qualquer termo de comparação possível com os demais, sem demérito para qualquer um deles.

Andrea  não é uma aventura.  Não é uma criação artificial.  Não é um poste que se assemelha a Pitta, a Haddad, a Dilma Rousseff.

O PSDB tem a responsabilidade de dar o que tem de melhor à nossa cidade e ao país.  Já o fez na presidência da República, em diversos governos de Estado, São Paulo inclusive, e mesmo na prefeitura paulistana.  É um dos momentos mais decisivos da vida do partido. 

Nesse momento as decisões do partido não podem levar em conta interesses pontuais e pessoais de quem quer que seja para os próximos embates políticos, em especial, em 2018.   A crise brasileira é muito profunda para que possamos ver a frente o que vai acontecer em nosso país.

Andrea está, há anos, se preparando para o exercício da função e, nos últimos meses, faz sua campanha na cidade e no partido da forma que nós, que reconstruímos a democracia em nosso país, fazemos:  com o debate, o contraditório, o convencimento.  Procura ganhar o eleitor pela cabeça, pelas ideias.  É o que sempre fizemos e devemos continuar a fazer.  Outros métodos são abomináveis.

Agora é Andrea Matarazzo, o que de melhor tem o PSDB para apresentar ao povo paulistano.  O partido não pode perder essa oportunidade. 

You may also like

Leave a comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.