O maior escândalo da política brasileira de todos os tempos

Estamos falando da Petrobrás, a maior empresa da América Latina.  Aquela mesma que os canalhas disseram que queríamos privatizar, ainda que nunca, em momento algum, tivéssemos tido qualquer intenção no sentido de vendê-la ao setor privado.  Pelo contrário, afirmamos e reafirmamos isso, quando da emenda constitucional que permitia a participação, também, de empresas privadas na exploração do setor.  O PT usou esses argumentos de forma safada para debilitar tanto Serra, quanto Alckmin nas disputas presidenciais.  Ganharam, provando que o crime compensa.

Essa mesma Petrobrás, que agora temos a confirmação de ter sido usada para produzir o maior escândalo da história brasileira de todos os tempos, era a principal fonte de dinheiro para a base que sustentava Lula e agora sustenta Dilma.  Sergio Gabrielli era o presidente da estatal, indicado por Lula, e Paulo Roberto da Costa, diretor indicado pela base aliada.  Este  vem abrindo o bico em função da delação premiada, depois de ter sido preso e depois de ter as suas empresas, inclusive familiares, sido objeto de ações da Polícia Federal.  Os dois, além de outros associados, produziram esse escândalo, para sustentar uma corrupta base de apoio.  Abençoados por Lula, sob o olhar, complacente ou conivente de Dilma Rousseff.

Diante disso o mensalão que levou à prisão os dirigentes do PT, foi um aperitivo, “peanuts” como diriam os americanos.  A Petrobrás investe cerca de 100 bilhões de reais por ano.  É quase o dobro de tudo o que investe a administração direta federal no Brasil por ano.  É mais da metade de toda arrecadação do governo do Estado de São Paulo em um ano.   É um maná daqueles.

O que dirá o Lula agora?  Foi só caixa 2, como quando do episódio do mensalão?  E o que dirá a Dilma?  Era a ministro de Minas e Energia do Lula, depois chefe da Casa Civil.  Era a presidente do Conselho da Petrobrás.  Anos e anos, e não sabia nada?  Nunca percebeu?   Ninguém lhe contou?  Ou se fez de boba, convenientemente, ambicionando o que, finalmente, conquistou: a Presidência da República.

You may also like

6 comments

  • thereza 7 setembro, 2014   Reply →

    É mesmo. Quero ver agora como se comportam os juízes do Supremo. Será um horror se tergiversarem. Se mas provas forem contundentes, e só assim subirão ao Supremo segundo li, como agirão eles? Não quero crer que todos estejam vendidos, por favor. Tenho esperança de ver justiça.

  • Francesco Querini 8 setembro, 2014   Reply →

    Seguindo a lógica, e ficando provado que Eduardo Campos também se beneficiou do esquema, teríamos Marina Silva em posição bastante delicada: pois, senão vejamos. Ela alegar que não sabia de onde vinha o dinheiro que financiava a campanha de ambos, só comprova o quão sonsa, ardilosa e despreparada essa senhora é. Significando dizer que, caso viesse a ser eleita, também não saberia dizer o que “rola” no seu entorno. Deveríamos agora perguntar…..será que parte desta grana passou pelo Banco das quatro letras? Alguma de suas subsidiárias, coligadas aqui no Brasil ou no exterior? Marina deve a sociedade uma bela explicação sobre a sua capacidade de também não saber das coisas!

  • JCM 8 setembro, 2014   Reply →

    Caro Governador;
    Pois é!Resta saber se o PSDB,saberá usar mais esse escândalo,de forma contundente e de fácil entendimento para
    o eleitor na campanha.Ah…se fosse ao contrário!O PSDB estaria morto,todos
    vimos o estrago que o tal ” X” fez e faz até hoje e,o PSDB,até agora, não encontrou forma de sair dessa arapuca.Não duvide, se não propagarem
    por aí que, o tal diretor foi indicação do FHC.

    obg.,

  • Markut 8 setembro, 2014   Reply →

    O “não saber de nada” não inocenta; ao contrário, esse tipo de afirmação confirma algo que justifica a não reeleição da petralhada: incompetência gestora, cinismo, hipocrisia, cumplicidade e, enfim, “at last but not at least” o pressuposto de que somos todos , na opinião pública, uns imbecís, que engolimos qualquer coisa que seja tentado nos enfiar goela abaixo.

  • mauro abramvezt 8 setembro, 2014   Reply →

    ATENÇÃO BRASILEIROS !

    Você, ou sua empresa, são grandes acionistas da PETROBRÁS?
    Você, ou seus filhos, amigos e parentes são pequenos acionistas da PETROBRÁS?
    Você, seus filhos, amigos e parentes são brasileiros?
    Em qualquer das hipóteses acima, há, para todos, o legitimo DIREITO de pedir contas, e calar-se, ainda mais desta feita, implica no risco da desídia e da absoluta ausência de qualquer sentimento patriótico, que o classifica como apátrida, cidadão sem nação, sem terra, sem nada…
    Os escândalos envolvendo esta “vaca de muitas tetas”, reunidos, formam alfarrábios de vergonha, de estelionato, de saque autêntico, maxime a partir da “tomada do poder pelo PT”, e, levado ao banco dos réus, Gabrielli, general do partido guindado à presidência da PETROBRÁS, haveria de confessar que esta representou em desfavor dos brasileiros, até mais do que os poços de petróleo do oriente representaram para as inestimáveis e fétidas fortunas dos ditadores e presidentes árabes, e, sem precisar viajar tão longe, mais do que Chaves fez contra os venezuelanos, cada vez mais pobres e desamparados, enquanto a tal república bolivariana (por favor, com letras minúsculas!) o sustenta no poder, ou em outro mundo já…
    Negócios de idiotas e despreparados, ou, – sem ingenuidade – , de grandes estelionatários, as compras e vendas de usinas estrangeiras, à beira da bancarrota, na verdade foram “documentos” a se inserir na fajuta contabilidade desta petroleira brasileira, a figurar como cobertura dos milhões e milhões de petrodólares desta sacados, em “mensalões” maiores e mais robustos do que os já julgados pelo STF, mas até aqui cobertos pelo manto da sucessão dos donos das capitanias hereditárias, ou, melhor dizendo, partidárias.
    Quebraram nossa PETROBRÁS, e nós, pobres brasileiros, é que vamos sangrar, perdendo os valores das ações que como patriotas adquirimos, pensando em nossos bolsos, sim, mas em nossos filhos, netos e descendentes também, porque se poderia ir buscar petroleiras outras, de países sérios, que aí estão a jorrar dinheiro por todos os poros…
    Quebraram nossa PETROBRÁS, e nós, pobres brasileiros, é que vamos sangrar, repita-se, porque assumimos o rombo do saque e aí estamos a pagar alto o preço do combustível, e nos obrigando a assistir, em horário nobre, pela TV, a mais alta mandatária do País (uma delas?) a nos contar a fábula da conta de luz mais barata, um dia antes de se saber que o transporte de qualquer coisa pelo “ país do futuro” dobrou ou triplicou de preço, em assalto ao nosso patrimônio.
    Qualquer tratadista brasileiro ou estrangeiro – porque nisto, com a graça dos céus, somos parelhos – pode ensinar que o povo desta nação tem em mãos uma ação judicial idônea e bem fundamentada na defesa e acautelamento de seus direitos nas circunstâncias narradas. Não se calem, brasileiros, porque estamos sendo surrupiados, e não é só na India que se dão os estupros coletivos, não; aqui no Brasil, somos estuprados diariamente pelo governo e não houve manchetes internacionais até aqui. Defendam-se, defendam-se e quando obrigatoriamente forem chamados a votar, digam “não!”, digam que o país existia antes desta disfarçada distribuição de renda, em que o ouro fica lá em Brasilia, enquanto as malfadadas “bolsas” são atiradas ao colo do brasileiro esfomeado, tapando-lhe o grito de revolta que saltava de sua garganta.

    Prestem conta, governantes atuais, do que fizeram com o extraordinário lucro e valor da nossa PETROBRÁS, porque é uma vergonha internacional e em breve seus dirigentes não receberão para “blá-blá-blá” no exterior ou para colocar flores ao pé do túmulo do soldado desconhecido, lá fora, pois já está vindo à tona o desgraçado esquema que está fazendo o Brasil voltar ao tempo de colônia.
    Prestem conta…
    Mauro Abramvezt
    RG.2.718.985

  • JCM 8 setembro, 2014   Reply →

    Caro Governador;
    Em tempo: O candidato Aécio,bem como o PSDB,deveriam aproveitar o momento,tipo um boxer(PT) que leva um knock down e nocauteá-lo de vez.Incluir na campanha o BNDES,pedir explicações e transparência sobre os empréstimos(“investimentos”) para Cuba,Venezuela,Equador ,Bolívia,países da África que não constam no site do banco,que não passaram pelo congresso e questionar
    o motivo do sigilo,pelo que sei,são todos inconstitucionais.Ah…sabe o “X” que dizem seria para a Petrobras,quem sabe dizer também,que o “X” foi parar nas empresas daquela empresário o “orgulho do Brasil” também financiado pelo BNDES.É momento de bater forte,sem trégua.

    obg.,

Leave a comment