O brilhante raciocínio do Haddad

Haddad não vê razão para se estigmatizar um partido ( o PP, chefiado em São Paulo por Paulo Maluf ), que colabora com o governo federal.  Significa que se ele não colaborasse com o governo federal, poderia ou deveria ser estigmatizado.

Brilhante raciocínio.  O que ele diz, em outras palavras,  é que o apoio ao governo federal é uma espécie de couraça protetora, de habeas corpus, independentemente das estrepolias que tenham sido feitas para que fosse estigmatizado.  Pode roubar, desde que esteja no seu time.  Tá protegido.  Se estiver com o adversário, cana nele.

Assim é que o Haddad, candidato a prefeito, não terá longa vida.

You may also like

Leave a comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.