Dilma rindo à toa

 

Pois não é que a Dilma está radiante diante o resultado da licitação dos aeroportos do Galeão no RJ e COFINS em MG?  Está até gozando daqueles fantasmas que ela mesmo criou que estariam torcendo por um mau resultado, até uma licitação sem licitantes, como em muitas que ela já promoveu.

Pelo contrário, presidente, estamos todos satisfeitos.  Até porque é o reconhecimento do besteirol que você e seu mentor alardeavam contra participação privada durante as três últimas campanhas eleitorais.  Bem vinda ao bom senso e à rejeição ao dogmatismo atrasado..

Tardiamente conseguiram levar adiante uma importante licitação em uma área em que estamos atrasados pelo menos 10 anos.   Antes tarde que nunca.

O bom do resultado é que vamos sentir, daqui há alguns anos, os efeitos de uma gestão privada, não a gestão da medíocre Infraero, condomínio de políticos incapazes e irresponsáveis, sem qualquer compromisso com o interesse público.   Esse é o ganho da licitação.

Não se trata de ganho financeiro.  Até porque os números da licitação têm de ser melhor explicados.  Os Consórcios vencedores têm a própria Infraero, totalmente estatal, com 49%.  O valor da outorga a ser paga tem, portanto, metade de recursos do próprio governo federal.  Esse dá o dinheiro à Infraero e esta paga ao governo federal… O dinheiro sai e entra, em seguida.  E não é só isso.  Os recursos das outorgas a serem pagos pelos Consórcios e os que serão investidos podem ser 70% financiados pelo BNDES.  E esse os obtém do próprio governo federal.  Mais uma vez o dinheiro sai e entra no mesmo lugar.  Resultado: apenas 15% de todos os gastos virão dos sócios privados que terão os recursos, em parte, da própria geração da caixa da operação dos aeroportos.

Daí que o dinheiro privado será muito pouco, relativamente.  Mas reconheça-se o ganho de gestão. Os resultados, para a sociedade, serão sensíveis.  Dilma, pode rir, ainda que seja à toa.

 

You may also like

5 comments

  • José Luiz Costa Pereira 26 novembro, 2013   Reply →

    Isso é que se chama fazer oposição civilizada. Parabéns Goldman. Seu comentário serve como lição para todos aqueles que vivem tentando achar pelo em casca de ovo, para fazer oposição.
    Quanto à questão de que a iniciativa privada somente vai entrar com 15% do valor a ser pago e assim mesmo o fará com o resultado da própria operação dos aeroportos, isso não é novidade nenhuma, pois na privatização da Vale do Rio Doce ocorreu o mesmo. Nas elétricas e nas telecomunicações, além do BNDES, quem bancou foram os Fundos de Pensão das estatais, com um ingresso mínimo de capital dos operadores, que rapidamente o recuperaram com a própria operação.

    • Alberto Goldman 26 novembro, 2013   Reply →

      José Luiz, alguém disse o contrário? A novidade, que não é novidade, é que eles atrasaram o Brasil, pelo menos, 10 anos. E agora só andam na base do empurrão, premidos pela conjuntura. Se fosse uma adesão convicta, não teríamos ainda tantas rodovias, ferrovias, portos, etc.. por conceder.

  • aliete Quirino da silva 26 novembro, 2013   Reply →

    quero ver na próxima campanha ,se nós do PSDB vamos mostrar essa faceta ,principalmente porque uma das coisas que mais ouvi na periferia onde moro e que o Serra ia privatizar o banco do Brasil(20%das Ações entregues a iniciativa privada estrangeira )e a Petrobras (agola petloblas hi hih hi )

  • Marco Antonio 26 novembro, 2013   Reply →

    Isso é oposição bem analisada.

  • Paulo Garcia Martins 26 novembro, 2013   Reply →

    Será que o PT EVOLUIU, ou fez oposição às privatizações do FHC somente para pegar o poder?

Leave a comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.