Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/Environment.php on line 1600

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/LoaderInterface.php on line 57

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/ExistsLoaderInterface.php on line 31

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/SourceContextLoaderInterface.php on line 33

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/Loader/Filesystem.php on line 290

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/Lexer.php on line 424

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/ExtensionInterface.php on line 89

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/Extension.php on line 68

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/SimpleFunction.php on line 111

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/CacheInterface.php on line 58

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/Cache/Filesystem.php on line 93

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/Extension/Core.php on line 1612

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/Extension/Escaper.php on line 112

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/Extension/Optimizer.php on line 35

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/Extension/Staging.php on line 112

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/SimpleFilter.php on line 121

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/SimpleTest.php on line 73

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/TokenParserInterface.php on line 41

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/Parser.php on line 408

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/Node.php on line 255

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/Compiler.php on line 283

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/TokenStream.php on line 196

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/Token.php on line 207

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/TokenParser.php on line 33

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/TokenParser/For.php on line 127

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/TokenParser/If.php on line 86

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/TokenParser/Extends.php on line 46

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/TokenParser/Include.php on line 65

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/TokenParser/Block.php on line 73

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/TokenParser/Use.php on line 70

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/TokenParser/Filter.php on line 53

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/TokenParser/Macro.php on line 60

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/TokenParser/Import.php on line 41

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/TokenParser/From.php on line 66

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/TokenParser/Set.php on line 75

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/TokenParser/Spaceless.php on line 51

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/TokenParser/Flush.php on line 34

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/TokenParser/Do.php on line 34

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/TokenParser/Embed.php on line 67

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/TokenParser/With.php on line 52

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/ExpressionParser.php on line 741

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/TokenParser/AutoEscape.php on line 83

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/NodeVisitorInterface.php on line 43

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/BaseNodeVisitor.php on line 52

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/NodeVisitor/Escaper.php on line 154

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/NodeVisitor/SafeAnalysis.php on line 150

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/NodeVisitor/Optimizer.php on line 253

Warning: Wrong parameter count for class_alias() in /home/albertogoldman/www/wp-content/plugins/mailpoet/vendor/twig/twig/lib/Twig/Extension/Debug.php on line 67
Dilma na hora da verdade | Goldman

Dilma na hora da verdade

 

Em 2002 Lula venceu a eleição presidencial sem qualquer contestação do PSDB.  O povo queria renovação, não continuidade.  O comando do país passou às mãos do PT e o PSDB se tornou oposição.

Ainda assim, prevaleceu entre nós a disposição de ajudar o novo governo, em função do interesse maior do País, mesmo tendo sido o PT, oposição no período anterior, um permanente obstáculo às necessárias reformas estruturais que foram, a duras penas, aprovadas no Congresso Nacional.

Essa boa vontade deixou de existir em 2005 quando veio à tona a CPI dos Correios, que passou a se chamar CPI do Mensalão, na qual se caracterizou uma operação de compra de lealdade dos partidos da base governista com o uso de recursos públicos.  O resultado é conhecido.

Nas eleições de 2006 e 2010 a oposição foi, novamente, derrotada.   No início do governo Dilma Rousseff ela se mostrava abatida, não só pelos índices de aprovação da presidente, como também pela sua estrutura partidária muito pouco combativa e pelas suas bancadas parlamentares pouco expressivas.   Porém, a crise econômica por que passa o país e a cada vez maior consciência de que o Estado brasileiro, além de mal administrado, estava sendo saqueado pelo PT e por seus aliados, mobilizaram  movimentos populares espontâneos e isso  mudou o clima político e as próprias perspectivas eleitorais.

Em 2014 o PT para vencer teve de usar, como nunca, a mentira e o terrorismo para manter a seu favor as camadas mais pobres da população.  Dilma venceu, nos municípios de menos de 50 mil habitantes (perdeu nos municípios de mais de 100 mil habitantes), por uma diferença de 5,4 milhões de votos, em especial no Nordeste brasileiro, o que lhe possibilitou, no cômputo geral, a diferença de 3,5 milhões de votos para superar Aécio Neves.

Essa maioria numérica na forma e nas áreas em que foi obtida, não dá a Dilma as condições necessárias para enfrentar os desafios que ela tem pela frente. E não terá a condescendência da oposição, nem mesmo o apoio irrestrito de seu partido ou de seus aliados, abalados com as grandes perdas que sofreram.

Os fatos, dias após a festa da vitória, começam a se suceder.   Todas (sem exagero, todas) as acusações sobre as maldades que a oposição faria se vencesse passaram a ser praticadas por ela.  A mídia, dia após dia, noticia as medidas que a presidente está tomando.  Deixa-a muito mal entre a parcela da opinião pública que ainda tinha nela alguma esperança de seriedade e franqueza.

Dilma já começou a ser abandonada por seus aliados e, inclusive, por seu partido. Os aliados deram o primeiro sinal, rejeitando a sua decisão de criar os mal explicados conselhos populares.  E o seu partido começa a mostrar que a derrota provocou fissuras e descontentamentos difíceis de superar.

O cúmulo do absurdo são as declarações de seus ministros: Gilberto Carvalho, nada mais nada menos que o Secretário Geral da Presidência, afirma que Dilma não dialogou com as forças políticas e econômicas da sociedade e se afastou dos movimentos sociais; Marta Suplicy se demite com carta em que critica, abertamente, a política econômica do governo e afirma que Dilma perdeu a credibilidade.  Se isso se dá entre os seus próprios ministros, imagine-se o que falam ou pensam outros militantes. O respeito foi pro brejo.

Por cima de tudo isso um enorme escândalo – a Petrobrás – que vai se desdobrar por muito tempo com muitas revelações bombásticas que vão afetar profundamente a presidente e o seu antecessor, bem como os seus governos, tudo isso no meio de uma crise econômica muito séria que, além da inflação, provocou a estagnação da economia.

Todos os ingredientes para uma grande crise política estão presentes.  Lembremos as grandes crises no Brasil com vários presidentes que tiveram um fim bastante triste: Getúlio Vargas que se suicidou, Jânio Quadros que renunciou, João Goulart que foi deposto e Collor de Mello que sofreu o impeachment.

Ninguém sabe, muito menos ela, como se safar dessa.  Tudo pode acontecer e o País deve estar preparado para encontrar uma saída preservando o regime democrático e a integridade das pessoas.

 

You may also like

6 comments

  • Markut 12 novembro, 2014   Reply →

    O mais importante, agora, é conseguir superar este momento crítico institucional, com a utilização dos instrumentos legais e constitucionais vigentes, bem , ou mal.
    Uma oposição atuante, a continuidade das apurações dos escabrosos escândalos e a sua legítima apuração e respectiva condenação são medidas saneadoras indispensáveis.

  • Armando Benetollo 13 novembro, 2014   Reply →

    O PMDB deixou o candidato Aécio Neves completamente abandonado na campanha. Agora que ele está disposto a atuar como eficiente oposição esperamos que o seu partido não o deixe só nessa batalha.
    Os parlamentares do PSDB precisam atuar com mais dinamismo e eficiência.
    Armando Benetollo.

  • Alfredo 13 novembro, 2014   Reply →

    Goldman,

    sugiro que você de uma olhada [o texto é pequeno] no artigo escrito por Paulo Moura:.

    “A oposição eficaz” que está em http://professorpaulomoura.blogspot.com.br/2014/11/a-oposicao-eficaz.html

    Sei que é improdutivo, você vai certamente dizer que é apenas a opinião do blogueiro.

    No entanto [e por isso mesmo], vou transcrever uns poucos trechos que gritam muito alto:

    – “Milhões de pessoas se expuseram nas ruas e nas mídias sociais, não por que estivessem interessadas em cargos no governo ou em receber bolsas estatais. O objetivo dessas pessoas era a defesa das suas liberdades e da democracia, o fim da corrupção e melhores serviços públicos.”

    – “Em algumas cidades vimos passeatas mobilizadas por um povo protagonista, fato inédito em eleições tradicionalmente programadas …”

    – “Esse povo se mostra disposto a fazer a oposição que os partidos de oposição nunca fizeram. Essas pessoas estranharam o tom conciliador do Aécio derrotado e aplaudiram a contundência oposicionista que seu ex-candidato a vice, o senador Aloysio Nunes Ferreira, imprimiu à sua primeira fala pós-eleitoral. Aécio recalibrou o discurso e voltou à cena com um vigoroso discurso oposicionista no Senado.”

    – “Se Aécio quer liderar a oposição terá que se deixar liderar por seus liderados nas ruas e nas mídias sociais. Se não o fizer será esquecido; ignorado; atropelado.”

    É Goldman, o último dos trechos CONTEM a definição mais perfeita da representatividade política : aquele que quer ser líder, ou se apresenta como tal, SE OBRIGA a dar curso às demandas DOS LIDERADOS e não aos interesses de cúpulas partidárias e/ou de grupos congêneres.

    Será que a nova reforma política vai, queira Deus, incluir tais especificações ? ou será que todos os “300 picaretas” do Congresso vão passar por cima ?

  • Therese 13 novembro, 2014   Reply →

    Se não tivermos uma oposição forte e atuante nada vai mudar.
    Se a oposição ficar morna como sempre esteve não nos livraremos disso.
    Precisamos de MUITOS oposicionistas de peso e de atitude, não só uns pouquinhos. Precisamos de volume e força.
    Sem o que vamos outra vez morrer na praia.

  • tunico 13 novembro, 2014   Reply →

    Prezado Dr. Goldman: É sabido por nós engenheiros que um poste para ser fincado no chão e poder parar em pé em equilíbrio e aguentar as forças do vento, dos cabos,dos transformadores, necessita de uma base firme.Normalmente se escava o chão até 2 ou 3 metros para encontrar esta base e aí o poste é fincado.O poste então passa a sofrer os esforços solicitantes que são resistidos pela base senão ele cai. Um poste chamado Dilma foi fincado no poder sustentado pela base Lula. Mas ele foi fincado no meio da Avenida Brasil e atrapalha o trânsito, causou e causa enormes transtornos ao cidadão. Devemos fazer toda a nossa ingerência para retirarmos o poste do local mas além disso, para evitar que amanhã algum mal-intencionado reponha outro poste, é preciso remover a base ou miná-la de forma a que se transforme numa argila gelatinosa que nunca mais possa suportar outro poste. É a mesma coisa na natureza. Uma árvore doente que atrapalha se simplesmente cortada rebrota e cresce de novo. O certo é cortar sua raiz. De acordo?

    • Alberto Goldman 16 novembro, 2014   Reply →

      Perfeito

Leave a comment