De volta

Nos meus tempos de deputado federal, eu costumava escrever semanalmente um Boletim Eletrônico que enviava por e-mail para milhares de amigos cadastrados que foram se chegando pouco a pouco ao longo de tantos anos de parlamento. Era uma comunicação com análises e opiniões a respeito de fatos recentes.
Durante meu mandato de vice-governador e no início desse período como governador me senti constrangido em continuar emitindo opiniões que poderiam parecer opiniões do Serra e causar confusões político-administrativas, já que o que penso sobre o governo Lula não é boa coisa.
Agora, no calor da campanha eleitoral, não posso me omitir.
A gota d’água foi um episódio pequeno, menor, em meio a tantos, mas que me encheu de indignação. Há poucos dias recebi um convite da Presidência da República para participar de uma cerimônia de entrega de um conjunto habitacional em Paraisópolis, na capital paulista, construído pela Prefeitura Municipal. Surpreso, fiquei sabendo que não tinha sido a Prefeitura que marcou a inauguração, e que o próprio prefeito havia sido convidado para o ato. O fato é que o Governo Federal contribuiu com cerca de 20% dos recursos, e o Governo do Estado com um outro tanto, mas a grande maioria dos recursos vieram da Prefeitura. Ainda assim, a inauguração, que seria comandada por Lula, estava marcada. Se nos recusássemos a ir, ou mesmo recusássemos a entrega das chaves, seríamos acusados de estarmos contra o povo que ansiava pela moradia.
E a festa foi dele, Lula. O presidente da associação dos moradores de Paraisópolis, um petista, já havia distribuído panfletos com seu rosto junto dos de Lula e de Dona Marisa que, para muitos, poderia parecer a Dilma, e com os dizeres de que a obra fazia parte do PAC do Lula para o nosso povo carente. A Prefeitura nem era citada. Para completar, no final do ato aparece um repentista, no meio do público, a quem o Lula ofereceu o microfone, que faz um improviso enaltecendo a candidata Dilma.
Como eu disse, foi apenas a gota d’água. Passei dias ruminando aquilo e decidi voltar. Não foi para termos de nos submeter a alguém, por mais popular que seja, sem escrúpulos, que manipula o povo, que dediquei toda a minha vida política. Volto a gritar, como no passado, contra um governo que não considero digno de respeito.
Como sabem, meu tempo é curto. Mas tentarei dedicar alguns minutos do meu dia para escrever. Espero poder contar com a interação de todos vocês por meio dos comentários.

You may also like

14 comments

  • Anonymous 10 setembro, 2010   Reply →

    Bem Vindo Governador. É um absurdo essa manipulação toda das pessoas e da vida delas em prol de um partido que nem se quer as representa com verdadeira fidelidade. É por isso que devemos repetir à todos e quantas vezes forem necessarias os absurdos dessa gente descarada.

  • blogdoprofessorchristian 11 setembro, 2010   Reply →

    Isso demonstra o quanto o Partido que se diz dos trabalhadores faz uma política nefasta e mesquinha.
    Defendem os seus interesses e usam o povo como massa de manobra com um discurso assistencialista e coptação de populares.

  • Ana Cândida Costa 11 setembro, 2010   Reply →

    Estamos na sua luta, governador, nós, os dissidentes de Macunaíma. Boa resistência ao Brasil Cegueira para que se abra para olhos de justiça.
    Temos de começar a Resistência a essa guerra suja, em que se opera um holocausto de valores.

  • João Carlos 12 setembro, 2010   Reply →

    Governador, ontem em Mogi Mirim, comentei que seu discurso estava lavando minha alma. Parabéns pelo blog, serei seguidor assíduo.

  • Jardel Teixeira 13 setembro, 2010   Reply →

    Gostaria que o governador providenciasse transporte coletivo 24 horas para quem trabalha numa cidade que funciona 24 horas. O Rio de Janeiro funciona 24 horas e porque São Paulo não?
    Isso não seria luxo e sim necessidade para quem trabalha nessa cidade. Se o Serra tivesse pensado nisso, ele ganharia as eleições. jardel_teixeira@yahoo.com.br

  • lzmll@hotmail.com 13 setembro, 2010   Reply →

    É muito bom poder ouvir nosso Governador Goldman, de inteligência, caráter e crítica do mais alto gabarito, que nos orgulho muito de sermos paulistas!

  • Luis 13 setembro, 2010   Reply →

    Governador, seu novo blog é bem vindo. Sua inteligência, visão e compromisso com a cidadania continuam sendo exemplar. Você representa o melhor da política. Infelizmente, existem poucos como você no governo. Hoje sofremos o resultado de uma oposição pouco visível e muito temerosa durante os últimos oito anos. Uma oposição que parecia que tinha medo de defender as conquistas do governo de Fernando Henrique e ao próprio ex-presidente. Esses anos não foram perfeitos, mas muito foi feito para levar a Brasil a uma nova etapa social e econômica. Mas o futuro começa agora. Precisamos uma oposição consistente e forte que defenda os interesses dos brasileiros, que explique as alternativas, que defenda com energia um governo eficiente, competente, honesto e inovador. Nos últimos 8 anos não avançamos à altura do potencial do país. Ganhe Serra, ganhe Dilma ou ganhe Marina, muito precisa ser feito para educar ao povo e resolver os problemas sérios com educação, segurança, infraestrutura. Não estou convencido que o PSDB pode fazer essa revolução, mas é claro que o PT e PMDB não possuem as qualidades necessárias. Espero que você continue ativo depois do fim de 2010.

  • andrade.jb@gmail.com
    Bem vindo, Goldman, com sua história e sabedoria!
    João Batista de Andrade

  • NERCI MOTTA 13 setembro, 2010   Reply →

    GOVERNADOR, CADA DIA ADMIRO MAIS ESTA SUA POSTURA ETICA, SEU CARATER, POIS E DE HOMENS
    PUBLICOS ASSIM QUE NOSSO BRASIL PRECISA.
    PARABENS PELO BLOG, ASSIM PODEREI ACOMPANHAR MAIS DE PERTO SUA BRILHANTE ATUAÇAO EM NOSSO
    ESTADO.

  • HmBt0 13 setembro, 2010   Reply →

    Quando isso acontece, vemos que a democracia está falhando. E cabe à pessoas como vc, governador do Estado de São Paulo, com atitudes como essa, usando o livre pensar e se expressar, resgatar o verdadeiro significado da Democracia.

    Tenho acompanhado as eleições, presidenciais e estaduais de perto, com ênfase na minha casa, Santa Catarina, e o que vejo é que hoje o populismo vale mais votos que as obras feitas, que a competência comprovada.

    Precisamos de uma nova classe de políticos, de pessoas, capazes de cidadãos, que saibam o que é melhor para si e para os outros. E quero crer que vc faz parte disso, que vc já é um membro dessa nova classe.

    Denunciar e se indignar não deve ser sufocado pelo político, por que é do cidadão. Continue sendo um bom cidadão, Governador, por que esse exemplo vale mais que mil palavras.

  • Eli Ferreira 13 setembro, 2010   Reply →

    Governador, confesso que não conhecia este seu lado, mas fico feliz por ver que pensa assim.
    Parabéns e continue lutando, só assim sem medo que mudaremos a realidade deste nosso Brasil!
    Eli Ferreira
    Jornalista / Radialista

  • Olá Governador Goldman, estava com saudades de suas considerações e criticas fundamentadas sobre o Brasil e nossos políticos.

    A mim Lula não engana mais, ele é malandro.

    Vereador GATTI

  • ira 14 setembro, 2010   Reply →

    Goldman espere o que e do Lula esta em campanha esperrrraaaaaaaaaaaaaaaaa

  • Americo 14 setembro, 2010   Reply →

    Excelentíssimo Sr. Governador do Estado de São Paulo.
    Agradeço imensamente suas palavras e peço sua permissão para fazer delas minhas palavras.
    Acrescento às suas colocações uma coisa a mais que além de mentir descaradamente, ao arrumar tempo para toda essa banalização do poder, nosso Excelentíssimo Presidente não governa, pois passa mais tempo no Aero-Lula e em palanques, defendondo uma corja de malfeitores e corruptos do que despachando como deveria, pois para isso foi eleito e não para ser o maior dos Bravatadores que já teve esta Nação. Infelizmente compartilho de suas percepções, aonde vejo o povo totalmente anestesiado pelas declarações mentirosas de sua Excelência o Presidente, que se vangloria de realizações feitas na gestão anterior e cuja única contribuição que ofertou à Nação, foi justamente não ter mexido uma única vírgula do que previamente fôra feito, pois dessa forma continuou no trilho traçado anteriormente. Agora se locupleta com bravatas, balbuciando aos quatro cantos do País que tudo foi ele quem fêz, como se antes dele nada tivesse sido feito. O Brasil passou a existir depois do Lula, antes não existíamos!
    Me sinto profundamente envergonhado neste momento com o que vejo e escuto a todo momento dele e de toda a propaganda que o Palnalto financia às minhas custas, pois trabalho com afinco mais de cinco meses por ano, somente para encher as burras do Planalto.

    Américo Paulicchi Filho
    Engenheiro Elétrico
    Empregado do Setor Privado

Leave a comment