A presidente Dilma em estado de coma  

 

Em setembro ( mês anterior à eleição ) gastaram 20 bilhões de reais mais do que arrecadaram, o maior déficit em um mês dos últimos vinte anos.

No dia seguinte, na Câmara dos Deputados, foi aprovado projeto que cancela o decreto que institui os Conselhos Populares.  O aliado Renan já avisou que o Senado também vai derrubar.

Em seguida o Banco Central aumentou a taxa de juros que o governo paga aos credores da dívida pública interna de mais de 3 trilhões de reais, para tentar enfrentar a inflação que já estoura até o teto da meta, mesmo não tendo nenhum superávit para cobrir qualquer tostão dos juros dessa dívida.

A tarifa de energia elétrica já vem aumentando e anulando a pancada que ela deu nos preços da mesma para fazer gracinha no período eleitoral.  O aumento da tarifa de combustíveis vem aí, curiosamente quando o preço do barril de petróleo desaba no mercado internacional.   Dizem que é para salvar a Petrobrás que foi destruída.

O Congresso aprova novo indexador para as dívidas dos Estados e Municípios com a União.  Representa uma enorme perda de receitas que vai apertar ainda mais o governo federal.

O Itamarati, depois de protestos, cobra da Venezuela o significado do convênio que ela fez com o MST sabe-se lá pra que.  Convênio entre um país estrangeiro e uma entidade nacional brasileira, sem passar pelo governo, cheira mal.

Pela primeira vez na história uma empresa estrangeira – a PricewaterhouseCoopers, que audita a Petrobrás  – “demite” um presidente de estatal brasileira: Sergio Machado, presidente da Transpetro.  Motivo?  Pressão das entidades de controle do mercado de capitais em Nova York, onde estão as ações da Petrobrás, em face das denúncias do Youssef.  Dilma nem apitou.

O PMDB lança presidente da Câmara sem levar em conta Dilma e o PT.

O número de brasileiros na extrema pobreza aumenta de 2012 para 2013, segundo o IPEA.  Esse instituto oficial foi obrigado a adiar o anúncio desses dados na semana anterior à eleição presidencial, como seria de praxe.

Lula já está reunindo os senadores do PT e pretende comandar os parlamentares do partido.

E Dilma?  Está em estado de coma respirando por aparelhos, poucos e ineficazes.  O que vai acontecer ao nosso querido Brasil?

You may also like

9 comments

  • Johnny Notariano 6 novembro, 2014   Reply →

    Já era de se esperar essa dissonância nas atitudes. O pior que falam tanto em participação popular antes de qualquer decisão e alguém do PT grita com a população ao dizer que:- Combustível não se avisa o aumento, promove-se. Tudo será assim. Esta naquele Decreto 8243. Como o REITOR da USP, dizem que quem vai resgatar a boa imagem financeira e cultural será o PT, pois que ele é petista! Abraços.

  • Gilberto Vinocur 6 novembro, 2014   Reply →

    Parece que agora está começando a haver uma oposição de verdade.

  • Armando Benetollo 6 novembro, 2014   Reply →

    Pois é. Agora aguardamos que o PSDB abara a boca e comece a favor oposição de verdade e não de boca fechada como esteve até as eleições.

  • Markut 6 novembro, 2014   Reply →

    Poder-se-ia dizer com certa ironia que a derrota do Aécio veio em boa hora, desde que isso represente ,de fato, o surgimento de um líder de oposição para valer, que consiga também estabelecer uma base aliada , presente , atuante e forte o suficiente para interromper a sequência de malfeitos, irresponsabilidades e cooptações desmedidas, que levarão, se não forem interrompidas, a mais um infeliz e desastroso bolivarianismo.

  • Dan Kraft 7 novembro, 2014   Reply →

    Estimado Dr. Goldman, o PSDB fez erros e chegou tardio à disputa presidencial, mas mesmo depois disso Aécio abrilhantou o debate, e com o apoio irrestrito de São Paulo, para orgulho dos brasileiros. perdeu vencendo. Seu blog acima assusta, pois a despeito de todo o ódio que nutrimos pelas políticas destrutivas do PT, do aparelhamento estatal, da agenda oculta e de tantos outros fatos que minimamente conhecemos ou supomos, entendo que o Sr., com a estatura moral que possui, não poderia exprimir-se de forma tão violenta, manchando o debate. Peço-lhe que guarde objetividade e prudência às suas manifestações que, ainda que tomadas de emoção, devem ter como objetivo unir a oposição, ecoar sentimentos coletivos e não cair na vala-comum do ataque puro, usando a mesma arma petista que a grande maioria do Brasil (e mesmo alguns petistas, imagino) abominaram. Boa sorte!!

    • Alberto Goldman 8 novembro, 2014   Reply →

      Dan, não consegui ver no meu post ” a forma violenta de se exprimir” . Relato atos concretos do período pós eleitoral, que devem ser julgados pelos cidadãos deste país. Mostro quanto a presidente perdeu a capacidade de governar. Dizer que ela está em estado de coma, não é uma ofensa. A meu ver, é uma realidade.

      • tunico 11 novembro, 2014   Reply →

        Nem eu vi expressões violentas. Simplesmente o Dr. Goldman apresentou os fatos como eles são. E o que importa são os fatos, não a versão dos fatos que o PT pretende mostrar. Oposição de verdade se faz assim, contínua, firme, pondo os pingos nos iis, sem virulência. O PSDB não desqualifica Dilma como o PT desqualificou Marina e tentou desqualificar Aécio.Dr. Goldman diz que ela está em estado de coma, eu digo que ela está numa sinuca de bico, mais perdida do que ela mesma em dia de debate.

      • Edison Muniz 11 novembro, 2014   Reply →

        Concordo plenamente.

  • SAturim 7 novembro, 2014   Reply →

    Já vai tarde. Quando será o enterro?

Leave a comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.