A confissão de um Ministro ( José Eduardo Cardozo ) que só tem compromissos com seu partido

 

Alguns dias após a informação da polícia federal de SP, vazada para o jornal “O Estado de São Paulo”, de que havia recebido do CADE  (desmentido por esse ) relatório que teria sido feito por um ex executivo da Siemens, cuja autoria ele desmente,  no qual se fazem pesadas acusações, sem qualquer documento probatório, à Secretários de Estado e parlamentares paulistas,  o Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, confessa que foi ele mesmo quem recebeu o relatório, anônimo, sem assinatura, das mãos do deputado estadual do PT e secretário de Haddad, Simão Pedro, e o encaminhou, “como rotina” segundo suas declarações,  para a PF em São Paulo.

Um relatório assim, sem assinatura de um responsável, entregue por um parlamentar petista diretamente não ao Ministro de Estado, mas ao seu companheiro de partido que exerce, no momento, uma função pública de alta relevância transforma-se, sem maiores cautelas do companheiro/ministro, em um documento ( que faria parte de uma investigação e um inquérito sigilosos ), divulgado com espalhafato pelos meios de comunicação, atingindo a honra e a reputação de várias pessoas e criando uma nuvem da suspeição sobre os  governos do PSDB em São Paulo.

Que o deputado petista seja leviano, não nos surpreende.  Levar adiante um documento sem origem comprovada só pode ser tarefa de um leviano, com têm sido muitos deles no correr dos tempos.   Mas que um Ministro de Estado o faça, permitindo que pessoas sejam difamadas e caluniadas, chega a ser criminoso. Prevaleceu o interesse político acima das suas responsabilidades de dirigente de Estado.  Vai ganhar uma medalha do Lula.  E da Dilma.

Já exerci diversas funções públicas: deputado, secretário, ministro, vice governador e governador.  Já recebi denúncias de vários tipos, mas só as encaminhei após a identificação e a responsabilização do denunciante.  De resto seria, como é, leviandade, irresponsabilidade e crime.  Quem os comete não pode exercer qualquer função pública.

You may also like

6 comments

  • Antonio Nunes Jr 25 novembro, 2013   Reply →

    Se realmente a atitude do ministro da justiça aconteceu como descrito nesta matéria do blog e pode ser considerada crime, cabe ao PSDB tomar as providências relativas à denúncia junto ao STF e, quem sabe, haver condenação do José Eduardo Cardoso.

    • Alberto Goldman 25 novembro, 2013   Reply →

      Antonio, veja a resposta ao Sergio Nara.

  • sergio nara 25 novembro, 2013   Reply →

    Goldman, juridicamente o que pode ser feito a respeito. Já estamos cansado de saber que o presidente do CADE é peixe colocado pelo bandido Gilberto. É absurdo que este cara esteja lá, em um orgão importante e agindo mafiosamente. Será que não é possivel um carta a nação elaborada por empresários de renome acusando o governo desta mentira forjada.

    • Alberto Goldman 25 novembro, 2013   Reply →

      Estamos respondendo duramente e usaremos todos os instrumentos legais e políticos possíveis

  • JCM 25 novembro, 2013   Reply →

    Caro governador,boa tarde!
    E,quando será a reposta(dura ,contundente) do PSDB?

    obg.

  • Oswaldo Sheldon F° 25 novembro, 2013   Reply →

    Concordo plenamente com o Sr. porém de qual punição estamos falando para os levianos e malandros do PT ?

Leave a comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.